Desculpas!

Queridos seguidores e leitores do blog estou tendo dificuldade para encontrar uma nova “roupa” para o nosso blog, por isso as várias mudanças de templates, todos os anos deixo o nosso MUNDO de “roupa” nova, mas este ano está bem complicado, creio que terei que encomendar um para deixar do jeito que pretendo, mas irei definir isso só depois do carnaval, por isso peço desculpas a todos pelas mudanças!

 

Guardando minhas alegrias!

Dica para 2014: “Pegue uma jarra ou um pote vazio e coloque no seu quarto.
Toda vez que alguma coisa boa acontecer com você, não importa quão pequena seja, contando que tenha te feito sorrir, escreva em um papel por que você está feliz, dobre o papel e coloque no pote.
No último dia do ano esvazie ele e veja quantos pequenos presentes a vida lhe deu. Faça isso todo ano.”
Essa dica eu vi no blog de uma amiga virtual querida, que a cada dia venho admirando e conquistando a sua amizade, pretendo ainda este mês a conhecer pessoalmente, Martika, seu blog conheci como Mudando o Percurso, mas há poucos dias ela mudou o nome para Blog da Martika, confiram é muito show, recomendo a todos!
Voltando ao assunto das nossas felicidades, eu separei uma caixinha aqui em casa que ganhei do casamento da minha irmã Jordana, é linda e combina muito com alegria! Comecei a escrever desde o dia 10 minhas pequenas alegrias, no início de 2015 quando eu terminar de ler as minhas alegrias, volto aqui no blog para contar-lhes como foi a experiência, junto com as minhas metas traçadas para 2014.
Enfim ano novo vida nova literalmente…
Esta é a minha caixinha das alegrias! Eu irei comprar estes pepeis adesivos coloridos ficam mais bonito e combina muito com o tema.
Tatiana Sampaio

Como lidar com filhos adolescentes?

Como-Lidar-com-Filhos-Adolescentes-2

“A adolescência é um período complicado para pais e filhos. As relações ficam mais difíceis, as preocupações aumentam e é preciso administrar com calma essa fase cheia de experiências novas para os jovens. Para evitar o distanciamento, duas especialistas listam dez erros comuns, cometidos pelos pais, em relação aos adolescentes.
1º ERRO: não entender que os filhos cresceram

As crianças são muito ligadas aos pais. Mas, na adolescência, há um afastamento natural, para que os filhos possam testar sua independência e autonomia. E isso não significa que os jovens não gostam mais de seus pais. A psicóloga Marina Vasconcellos explica que os adultos devem entender esse momento e dar mais liberdade (claro, com limites). “Não dá para permitir tudo, mas é um erro impedir que os adolescentes tenham experiências novas, afinal, eles cresceram e precisam disso para a construção da identidade.”

2º ERRO: minimizar as descobertas

Os pais costumam dizer aos filhos que sabem perfeitamente pelo que eles estão passando, pois já viveram tudo aquilo. E, portanto, acham que podem dizer qual é o melhor caminho. Marina diz que isso é um erro. “É preciso respeitar o momento do filho, sem impor seu modo de pensar. Por mais que tenhamos ideia de como é, agora é a vez deles”, diz a psicóloga. “É impossível impedir o sofrimento dos filhos. Todos têm tristezas e dificuldades. Os jovens também.”

3º ERRO: não saber como controlá-los

Os adolescentes se consideram maduros e não gostam de dar satisfações. Mas precisam. E o ideal é fazer com que isso aconteça naturalmente, sem a necessidade de cobrar explicações. De acordo com Marina, “se os adolescentes são tratados com respeito, geralmente, retribuem da mesma maneira”, diz ela. “Pais que julgam bloqueiam os filhos, que se fecham. Em uma relação saudável, as conversas fluem normalmente. Isso inclui falar sobre que estão passando, apresentar os amigos, compartilhar as experiências”. O conselho dela é dar espaço para que o filho se abra, sem que sinta medo de ser julgado. “Quebre o clima de tensão entre vocês com bom humor.”

Não minimize as descobertas do seu filho sempre repetindo que já passou por tudo.
4º ERRO: exagerar nas cobranças

A adolescência é uma fase de muitas cobranças. Os pais querem que os filhos tenham um bom futuro, estudem, tenham boas companhias, criem responsabilidade, não se envolvam com drogas… A sugestão de Marina é escolher a forma certa de cobrar. “Os pais devem ser afetuosos, senão não funciona. Não podem apenas cobrar. A cobrança precisa ser intercalada com carinho, diversão, momentos descontraídos e diálogos. Muita pressão cansa os dois lados: adolescentes e pais.”

5º ERRO: não saber dar liberdade

Podar demais não dá certo. “Deixe que o seu filho durma na casa dos amigos”, exemplifica Marina Vasconcellos. “Ligue para os pais do amigo, certifique-se de que é seguro e permita”. De acordo com a psicóloga, os pais têm dificuldade para saber qual é o momento certo de permitir que os filhos saiam à noite. “Aos 15 ou 16 anos, eles querem chegar mais tarde em casa. Querem ir para as baladas. Deixe-os ir, mas é importante ir buscá-los, para ver como saem dessa balada (se estão com os olhos vermelhos ou bêbados, por exemplo)”, recomenda a psicóloga. “Combine um horário condizente com a idade e a maturidade do seu filho.”

6º ERRO: demonstrar falta de confiança

Certificar-se de que o seu filho está em segurança é bem diferente de vigiá-lo. De acordo com a psicoterapeuta Cecília Zylberstajn, o filho pensa que, se o pai não confia nele, pode fazer o certo ou o errado, pois não fará diferença. “Investigar exageradamente não estimula a responsabilidade. Gera um clima de desconfiança –e as relações íntimas são baseadas na confiança”, alerta a especialista. “Diga para o seu filho que quer se assegurar de que ele estará bem e informe-se, mas não aja às escondidas.”

7º ERRO: desesperar-se nas crises

Os adolescentes dão trabalho. Mas é essencial agir com cautela. “As reações precisam ser proporcionais aos fatos”, diz Cecília. “Se o seu filho entrou em coma alcoólico é uma coisa, se chega cheirando a bebida é outra. Os pais devem hierarquizar a gravidade dos problemas”. De acordo com a psicóloga, ter uma reação desmedida (ou dar broncas muito frequentes) estimula o filho a mentir. “Para o adolescente, o problema é a bronca. Ele não pondera se suas atitudes podem ser perigosas. Por isso, converse com calma, para entender as razões que o levaram a fazer escolhas erradas. Descubra se é algo frequente e explique as consequências.”
Colocar defeito em todos os namorados dos seus filhos pode afastá-los de você. Cuidado!

8º ERRO: constranger os filhos

Na adolescência, é comum os filhos terem vergonha dos pais. Tente compreender isso. Cecília explica que os pais são munidos de informações que podem envergonhar o filho diante dos amigos. Particularidades que só os pais sabem, mas que o jovem não quer que sejam reveladas. “Os adultos precisam evitar expor a intimidade dos filhos, pois, muitas vezes, o deixam constrangido. Evite, também, estender muito as conversas com os amigos dele. “Pai e mãe não são amigos. Pais que querem ser amigos não estão sendo bons pais”, alerta Cecília. “A relação precisa ser hierárquica. Isso não significa que tenha de ser ruim. A diferença é que, com amigos, temos relações de igual para igual. Entre pais e filhos não é assim”, diferencia a psicóloga. “Os pais podem ser bacanas, compreensivos, divertidos, mas são pais.”

9º ERRO: colocar seu filho em um altar

Pare de pensar que ninguém está à altura do seu filho. É comum os pais colocarem defeitos em todos os amigos e, principalmente, nos namorados que os adolescentes têm. Cecília lembra que o excesso de julgamento faz com que os filhos se fechem. “O resultado de tantas críticas é que os filhos passam a esconder namorados e amigos dos pais. Eles perdem a vontade de apresentar pessoas com quem convivem e começam a ficar mais na rua do que dentro de casa”, alerta.”

10º ERRO: fazer chantagens

Ameaçar cortar a mesada, caso o filho não obedeça, é muito comum. Assim como dizer que, enquanto ele viver às suas custas, não poderá tomar certas atitudes. “Isso é uma chantagem e não educa”, resume Cecília. “Os pais devem explicar as razões que os levam a proibir determinados comportamentos. Com ameaças, o jovem apenas obedece para não perder um benefício”. A psicóloga diz, ainda, que, agindo assim, a relação entre pais e filhos fica muito rasa. “É como beber e dirigir: quem não faz, pois sabe que é perigoso para si e para as outras pessoas, compreende o problema. Quem deixa de fazer apenas por medo da multa, não entende os riscos”, exemplifica.

Aí me pergunto:

Onde foi que errei mesmo?

Tatiana Sampaio

 

Fonte:  http://mundodamulhertatianasampaio.blogspot.com.br/2014/01/como-lidar-com-filhos-adolescentes.html

Mulher Uol

METAS para 2014


Engraçado! Hoje eu amanheci pensando que nunca fui de determinar metas para mim, mas no ano passado tudo mudou, eu estava na “metamorfose”, tudo inspirava mudanças e assim foi o ano inteiro.
No início de 2013 tracei vinte metas a cumprir, na qual dezoito foram realizadas com louvor, umas destas foi a minha cirurgia de redução de estômago, outras duas ficaram “pinduradas” (termo nordestino que significa que ficou pendente) para 2014.
Atualmente reconheço a importância de traçar metas em nossas vidas, estas nos estimulam, motivam, nos dá um gostinho de conquista inexplicável, é fora do comum, quando fazemos uma retrospectiva pessoal e vemos que realizamos nosso ideais.
As minhas metas para 2014 já forma traçadas!
E as suas como estão?
Este ano farei diferente, irei compartilhar com todos as minhas metas para 2014 e em 2015 eu os direi quais foram as conquistas.


METAS PARA 2014

  1. A minha MAIOR meta do ano passado foi fazer a minha redução de estômago, eu precisava deixar a obesidade mórbida grau III, a minha saúde estava ficando fragilizada, o corpo estava dando sinais de não suportar tanto peso, eu vivia com dor na coluna e no joelho, há três anos eu já havia começado a fazer a reeducação alimentar , com esta eliminei 23 kg, mas em agosto do ano passado um exame de rotina constatou que eu estava pré diabética, não tinha mais o que fazer, a redução de estômago era a solução para os meus males, corri atrás, no dia 25/06 fiz a minha gastroplastia com 118 kg, hoje estou com 88 kg, foram embora 32 kg, ao todo 55 kg eliminados em três anos, sonhei, idealizei, busquei, corri atrás, chorei, sofri, mas  realizei…Deste ano a MAIOR meta será dar continuidade a esta conquista idealizada, ainda tenho que eliminar 20 kg para ter uma vida mais leve e saudável. Muitos dizem que já perdi muito, que estou linda, mas não posso deixar como está, não estou com o meu IMC adequado, tenho que ter disciplina e determinação, pois estou quase com 40 anos. (Calma gente!!! kkkk…Em março ainda farei 38 anos)
  2. Ampliar meus horizontes profissionalmente. ( Sou professora particular e tenho desafios diários com os meus alunos, preciso que estes se desenvolvam, progridam, saibam voar no aprendizado, ganhar assas…)
  3. Voltar a faculdade URGENTE! ( Devido a cirurgia do ano passado, optei em trancá-la, pois não dava para me dedicar as duas coisas ao mesmo tempo, quem fez ou irá fazer redução sabe bem todo processo que passamos.)
  4. Motivar mais e mais aos meus filhos nos estudos e na busca de seus ideais.
  5. Fazer com que meu esposo volte a estudar, faça alguns cursos de reciclagem.
  6. Ser mais família, mais amiga, me doar mais ao próximo, fazer o outro feliz, ser feliz, estas metas são mega importantes para mim.
  7. Colocar minhas contas em dias, organizar a minha vida financeira este ano é primordial.
  8. Me livrar das incômodas varizes, sinto dores fortíssimas, consequência da obesidade desde a infância.
  9. Dar uma “turbinada” nos meus seios, com a perda de peso eles sumiram, estão muito pequenos, tenho saudade do tempo que eu era “peituda”…kkkkkkkkk…
  10. A décima e principal meta é…CUMPRIR todas as metas traçadas para este ano, não quero pendências.
Sejam bem vindo ano novo! Que 2014 seja o ANO, para mim e todos nós!

Tatiana Sampaio

Cante!



Faça como os passarinhos: comece o dia cantando. 
A música é alimento para o espírito. 
Cante qualquer coisa, cante desafinado, mas cante! 
Cantar dilata os pulmões e abre a alma para tudo de bom que a vida tem a oferecer. 
Se insistir em não cantar, ao menos ouça muita música e deixe-se absorver por ela. 
Ria da vida, ria dos problemas, ria de você mesmo. 
A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir da gente mesmo. 
Ria das coisas boas que lhe acontecem, ria das besteiras que você já fez. 
Ria abertamente para que todos possam se contagiar com a sua alegria. 
Não se deixe abater pelos problemas. 
Se você procurar se convencer de que está bem, vai acabar acreditando que realmente está e quando menos perceber vai se sentir realmente bem. 
O bom humor, assim como o mau humor, é contagiante. 
Qual deles você escolhe? 
Se você estiver bem-humorado, as pessoas ao seu redor também ficarão e isso lhe dará mais força. 
Leia coisas positivas. 
Leia bons livros, leia poesia, porque a poesia é a arte de aceitar a alma. 
Leia romances, leia a Bíblia, estórias de amor, ou qualquer coisa que faça reavivar seus sentimentos mais íntimos, mais puros. 
Pratique algum esporte. 
O peso da cabeça é muito grande e tem de ser contrabalançado com alguma coisa! 
Você certamente vai se sentir bem disposto, mais animado, mais jovem. 
Encare suas obrigações com satisfação. 
É maravilhoso quando se gosta do que faz, ponha amor em tudo que está ao seu alcance. 
Desde que você se proponha a fazer alguma coisa, mergulhe de cabeça! 
Não viva emoções mornas, próprias de pessoas mornas. 
Você pode até sair arranhado, mas verá que valeu muito mais a pena. 
Não deixe escapar as oportunidades que a vida lhe oferece, elas não voltam! 
Não é você quem está passando, são as oportunidades que você deixar de usufruir. 
Nenhuma barreira é intransponível se você estiver disposto a lutar contra ela; se seus propósitos forem positivos, nada poderá detê-los. 
Não deixe que seus problemas se acumulem, resolva-os logo. 
Fale, converse, explique, discuta, brigue: o que mata é o silêncio, o rancor. 
Exteriorize tudo, deixe que as pessoas saibam que você as estima, as ama, precisa delas, principalmente em família. 
AMAR NÃO É VERGONHA, pelo contrário, É LINDO! 
Volte-se para as coisas puras, dedique-se à natureza. 
Cultive o seu interior e ele extravasará beleza por todos os poros. 
 Não tente, faça. 
Você pode! 
Todos Podemos. 
Então… Vamos Lá!! 
 Tenha um Lindo Dia!

Tatiana Sampaio

FELIZ ANO NOVO-BEM VINDO 2014



O nosso caminho é feito Pelos nossos próprios passos… 
Mas a beleza da caminhada… 
Depende dos que vão conosco! 
Assim, neste NOVO ANO que se inicia Possamos caminhar mais e mais juntos… 
Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ, SAÚDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR. 
O ano se finda e tão logo o outro se inicia… 
E neste ciclo do “ir” e “vir” O tempo passa… e como passa! 
Os anos se esvaem… 
E nem sempre estamos atentos ao que Realmente importa.
 Deixe a vida fluir e perceba entre tantas exigências do cotidiano… 
O que é indispensável para você! 
Ponha de lado o passado e até mesmo o presente! 
E crie uma nova vida… um novo dia… 
Um novo ano que ora se inicia! 
Crie um novo quadro para você! 
Crie, parte por parte… em sua mente… 
Até que tenha um quadro perfeito para o futuro… 
Que está logo além do presente. 
E assim dê início a uma nova jornada! 
Que o levará a uma nova vida, a um novo lar…
E aos novos progressos na vida! 
Você logo verá esta realidade, e assim encontrará a maior felicidade…e recompensa… 
Que o ANO NOVO renova nossas esperanças, e que a estrela crística resplandeça em nossas vidas. 
E o fulgor dos nossos corações unidos intensifique a manifestação de um ANO NOVO repleto de vitórias! 
E que o resplendor dessa chama seja como a tocha que ilumina nossos caminhos para a construção de um futuro, repleto de alegrias! 
E assim tenhamos um mundo melhor! 
À todos vocês companheiros(as) que temos o mesmo ideal, Amigos(as) que já fazem parte da minha vida, desejo que as experiências próximas de um ANO NOVO lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas. 
Muita Paz em seu contínuo despertar!

FELIZ ANO NOVO!!!

Estes são os votos do MUNDO DA MULHER e Tatiana Sampaio